Segundo os dados do Gabinete de Estatísticas do Vietname, citados pela Bloomberg, os preços subiram 25,2%, em Maio, face ao mesmo período do ano passado, contra os homólogos 21,4% registados em Abril. Em termos mensais, os preços subiram 3,9% este mês, em relação a Abril.

Os preços na categoria dos Alimentos, incluindo o arroz, subiram 67,8%, em Maio, face a igual período do ano passado, depois de terem registado um aumento homólogo de 22,2% em Abril. Desde o arranque do ano, os preços internacionais do arroz atingiram vários recordes. Em 2007, o Vietname foi o terceiro maior exportador de arroz e o quinto maior importados do cereal.

Para controlar a inflação, as autoridades do Vietname pediram aos bancos para cortarem os empréstimos e pararem quaisquer projectos não essenciais. Nesse sentido, o Governo obrigou os bancos a aumentarem as suas reservas, diminuindo assim o dinheiro disponível para operações de concessão de crédito. Na semana passada, o banco central aumentou as taxas de juro de 8,75% para 12% - um movimento que permite aos bancos emprestarem dinheiro a uma taxa de juro superior a 18%. . “Precisamos de esperar mais dois ou três meses para poder ver o primeiro impacto das medidas do Governo (…) mas se nessa altura não conseguirem encontrar uma forma de controlar a inflação, o problema pode alcançar uma fase de crise”, comentou à Bloomberg Alain Cany, presidente da Câmara do Comércio da Europa no Vietname.

Por Mafalda Aguilar - Diarioeconomico.com - 27 de Maio de 2008